Minha opinião sobre faculdade de Design de Moda.

Desde os meus 11 anos de idade eu tinha (e ainda tenho) certeza de que iria sobreviver de moda, estudar moda, criar moda, respirar moda. No primeiro colegial já pesquisava sobre as melhores faculdades e o que elas ensinavam. No segundo colegial eu já tinha duas opções, Santa Marcelina ou Anhembi Morumbi, as duas em São Paulo. No terceiro colegial passei o ano todo na ansiedade e no medo de não passar, fiz vestibulares de cinco faculdades de moda em são paulo e felizmente passei em todas, mas minha opção por custo e gosto ficou entre as duas que já tinha escolhido. Como o resultado da anhembi saiu antes e eu estava louca pra me matricular e mudar pra são paulo o mais rápido possível, e também por gostar da grade e acreditar em tudo aquilo que eles propunham, a escolhida foi a Anhembi Morumbi.

Quero deixar claro antes de tudo que esse post vai ser grande, porque espero ajudar outras pessoas que possam cometer o mesmo erro que eu achando que tudo seria mil maravilhas, e não, esse texto não é sobre minha desilusão com moda e sim com a faculdade, continuo amando moda e correndo atrás de um reconhecimento pelo meu trabalho.

O primeiro semestre foi bom, estava super empolgada e sabia que já não ia chegar desenhando e costurando, então basicamente o primeiro semestre é teoria, você vai estudar historia do design, bauhaus, entre outras coisas. O segundo semestre foi um pouco melhor, tivemos aula de design têxtil que aprende sobre tecidos e pouca coisa sobre modelagem, e enfim tivemos a primeira aula de desenho, que era muito pouco tempo para o tanto que precisaríamos praticar, mas tudo bem, achamos que ia melhorar, no terceiro semestre tivemos aula de ilustração, foi ai que começou a decepção, a professora pediu cerca de 200 croquis, até ai tudo bem, mas não era nos que íamos criar, nós simplesmente tivemos que colocar um papel vegetal em cima da folha e copiar mais de 200 croquis, só os corpos, sem roupa, sem criação. Pra que isso serviu? pra nada, quem não sabia desenhar continua não sabendo desenhar e isso não ajudou nem a trabalhar nossa criatividade.

E deixando bem claro que, a anhembi morumbi não tem aula todos os dias, desde o primeiro semestre tive aula três vezes na semana, e semestre passado (3°) foi o único que eu tive quatro dias de aula na semana, e mesmo assim as aulas tinham duração de duas ha quatro horas no máximo.  Ou seja, pagando pra não estudar, pagando pra ficar em casa. Meu pai até chegou a comentar comigo, seria mais barato eu sair de minas e ir pra aula os dias que tivessem aula do que pagar aluguel e alimentação em são paulo, porque não compensa.

Na anhembi funciona assim, todo semestre tem um trabalho final, que é chamado de interdisciplinar, e basicamente, tudo gira em torno dele no semestre. Você vai ter que fazer painel semântico, painel de publico, zilhões de pesquisas, pra finalmente desenhar os croquis e passar pro 3D, mas até o terceiro semestre ninguém teve aula de costura então quem não sabia costurar, teve que levar na costureira, e isso sai em torno de 200/300 reais, enquanto era esperado que a faculdade ensinassem os alunos a fazer as próprias peças.

Finalmente no quarto semestre (o que estou fazendo agora) estamos tendo aula de ergonomia, que é o estudo do movimento do corpo e com isso estamos aprendendo a costurar também, mas nossa aula dura menos de 2h então não da pra fazer nada, a minha sorte é que costuro desde os 14 anos, mas quem não sabe ta sofrendo pra aprender nesse pouco tempo.

Resumindo, estou decepcionada com a faculdade e pretendo me mudar o mais rápido possível, não sei pra onde mas quando souber venho contar no blog. A minha intenção era entrar na faculdade e trabalhar minha criatividade em cima do que eu quero trabalhar, que é publico alternativo, subculturas, entre outros. Mas até hoje, não tive a oportunidade, porque tudo é em grupo, e eles tentam deixar os trabalhos mais quadradinhos possíveis, aquela coisa que não sai da caixa, dizem ser peças conceito mas eu não consigo enxergar paixão naquilo que eles nos pedem pra fazer. Quanto aos professores, não tenho nada pra reclamar, inclusive minha professora favorita da vida inteira foi minha professora durante três semestres na anhembi e eu espero ter contato com ela pro resto da vida. Enfim, o que me decepcionou na faculdade foi a falta de aula, a falta de investimento no aluno, a falta de consideração com quem paga mais de mil reais por mês, só na faculdade, pra ficar tendo duas horas de aula por dia três vezes na semana e chegar lá não ter o total nem de meia hora de atendimento pro grupo por exemplo.

Não posso falar “vão pra outras faculdades” porque pode ser igual e talvez o problema seja a forma de ensino no Brasil. Eu entrei na anhembi feliz da vida porque achei que ia aprender a confeccionar e desenhar joias, criar sapatos, roupas de alta costura, ter aula de fotografia de moda, entre outras coisas, e a realidade foi bem diferente. Posso dizer que tudo que eu aprendi na anhembi até hoje, tem tudo em um livro do senac chamado Desenho de Moda, técnicas de ilustração para estilistas, que paguei 100 reais e tem basicamente tudo, as coisas que não tem nele, tem em outros livros que pretendo começar a fazer resenha aqui porque são ótimos e com um preço acessível.

Se você tem duvidas sobre faculdade de moda, pretende entrar em uma e quer conversar com alguém que faça, estou a disposição, me mandem um email ou comentem aqui em baixo que eu entro em contato.

email pra contato: stefanypereiragrande@hotmail.com 

Anúncios

Verdades e ilusões: faculdade de Design de Moda.

Como muitos sabem, esse ano me mudei para São Paulo para começar a faculdade de Design de Moda, já fiz alguns posts relacionados a isso e para quem quiser saber mais vou colocar os links no final desse post.

1. Você não vai chegar e começar a desenhar no primeiro semestre.

Essa é a maior ilusão de todas, inclusive era minha também, eu achava que ia chegar na faculdade no primeiro dia de aula a professora já ia pedir para eu fazer um croqui a mão, mas não, isso não aconteceu. Para ser muito sincera, tirando na aula de Imagem Gráfica e Digital onde a gente aprende a fazer estampas no corel draw, nos desenhamos um dia a mão, isso mesmo, um dia, e não foi croqui, foi aula de observação que não é nada mais do que desenhar um objeto. Depois disso só no inter mesmo que precisamos fazer esboço do vestível.

2. Você não vai aprender a costurar e fazer todas as roupas dos sonhos.

No primeiro semestre você não vai aprender nada de costura, o máximo que vai fazer é passar perto das maquinas para ir para aula, e pelo que já conversei com alunos de outros semestres, você não aprende quase nada de costura, só o básico para realizar os trabalhos mesmo. E bom, se você não sabe nadinha de costura, da uma treinada porque por exemplo o meu primeiro trabalho tinha que ser costurado todo a mão.

3. Você vai precisar de MUITA força de vontade. 

Sempre me falaram “vai fazer moda? haha, fácil.” e eu sempre tive um ódio dessas pessoas, e agora, meu ódio se multiplicou. Não tem nada mais irritante do que você estar se matando para fazer seus trabalhos, e alguém te fala “nossa não fala mais comigo, até parece que é por causa da faculdade de moda” isso me sobe o sangue. E nunca entendi tanto as blogueiras que eu acompanhavam que paravam de postar e falavam “desculpa gente, mas não sei mais o que é vida por causa da faculdade”, você não vai ter tempo de pensar, de respirar e comer vira privilegio, sério. Não pensei que seria fácil, mas nunca pensei que seria tão difícil, tão estressante e desgastante. Fazer o que você ama é tudo de bom, mas quando está sobre pressão, vira um pesadelo, uma corrida contra o tempo. Esse primeiro semestre estava tranquilo, até começar o projeto Interdisciplinar (que eu vou aproveitar as férias para contar com todos os detalhes para vocês), o inter é a nota que fecha seu semestre e o trabalho geralmente é muito complexo e trabalhoso.

A foto ai de cima foi meramente ilustrativa, a faculdade de moda não é tão glamourosa quanto uma VOGUE transmite o mundo da moda, mas, você vai usar bastante revistas para fazer trabalhos, por exemplo essa foto, postei no meu instagram no último dia de aula que nós tínhamos um trabalho para entregar fazendo colagens. Não é tão simples quanto parece.

Como nessas férias eu praticamente não vou postar look do dia por estar fora de casa, sem tempo para ficar tirando e editando fotos, vou tentar trazer o máximo de informações possíveis sobre a faculdade e como é morar sozinha, gastos e dificuldades. Espero ajudar vocês então se tiverem alguma duvida escreve aqui nos comentários que eu vou tentar responder nos próximos posts.

IMAGEM GRÁFICA E DIGITAL

LINGUAGEM VISUAL

 

Trabalho de Linguavem Visual.

Na semana passada apresentamos um dos trabalhos mais difíceis da faculdade até agora, tínhamos que fazer algo relacionado ao que já tínhamos estudado, escolhemos como foco o volume e desenvolvemos um vestível.

1

Isso mesmo, isso é um vestível, não é um vestido. Vestido é uma coisa que se pode usar nas ruas, que foi feito para isso, para o dia a dia, já o vestível são coisas mais “malucas” vamos dizer assim, e que você até poderia usar na rua mas não foi feito para isso.

2

Começamos com uma estrutura por baixo feita de ferro e colocamos uma saia godê feita de papel cartão por cima para sustentar o vestido que seria pesado por causa das bexigas, que causariam o efeito de volume.

3

Era para eu ter feito um video do processo mas a cada vez que ligo o editor meu notebook desliga então deixa para próxima, essas meninas da foto são as lindas que estão no meu grupo, bárbara (modelo), aline, rapha e gabs, e eu estava tirando a foto nesse momento haha, espero que tenham gostado, achei bem legal para um primeiro trabalho de faculdade, me lembrou muito o filme Up!.

Trabalho de imagem gráfica e digital, faculdade de Design de Moda.

Essa semana começamos a trabalhar com o programa corel draw na faculdade, que é usado na criação de ilustração de moda, estamparia e etc, foi a primeira aula então a professora deu alguns exercícios e eu gostei bastante de como os meus ficaram, resolvi compartilhar com vocês.

across the universe

Nos tínhamos que criar alguma forma e podíamos escolher um tema, eu escolhi refazer a capa do filme Across The Universe, que é meu filme favorito, parece fácil olhando assim mas quando você está fazendo e precisa de todos os comandos não é tanto assim.

corel draw

 

Na verdade esse gato foi o primeiro exercício, nos tínhamos que criar uma forma qualquer em linhas retas e depois ir arredondando com vetores e bom, o meu acabou virando um gato. E tinha que colocar uma cor dentro da forma mas achei essa estampa e gostei, então deixei assim mesmo, espero que estejam gostando dos trabalhos que estou postando, se você quer que eu continue comenta aqui ♡

Trabalho de Linguagem Visual.

Na semana passada a professora deu um trabalho: fazer uma mandala trabalhando ponto, linha e plano. Todas as mandalas das meninas da minha sala ficaram aquela coisa fofinha coloridinha e pontilhada, bom, a minha ficou meio macabra hahaha a intenção era fazer algo parecido com o logo do blog mas a professora falou que tínhamos que trabalhar a paz de espirito e essas coisas, então para melhor UM POUCO, tirei o sangue do desenho e acabei fazendo um unicórnio com asas para representar liberdade nessa nova fase da minha vida.

mandala de unicórnio A intenção era ficar só no risco da caneta, mas, parece que eu tenho mal de parkinson de tanto que eu tremo então acabei pintando para esconder os riscos.

mandala de unicórnio

A professora disse que ficou bom e mostrei para outra professora ela também elogiou e ainda disse que era para eu levar para a próxima aula para transformar esse desenho em uma estampa ♡

mandala de unicórnio

Espero que tenham gostado, tento trazer o máximo da faculdade para vocês verem já que sei que muitas aqui querem fazer faculdade de moda também, e quando eu não estava na faculdade ainda, adorava ver os trabalhos e ficava sonhando em quando chegasse minha vez.

FACULDADE: Imagem gráfica e visual.

Parece que é só eu ter vontade de fazer um post que simplesmente, dá tudo errado. Estava preparando um post lindíssimo pra mostrar para vocês um dos meus estilistas preferidos na Fashion Week de Londres mas, como sempre, meu notebook começou a desligar de três em três minutos e minha internet parou de pegar, depois de mais de duas horas consegui manter meu notebook ligado e estou usando o 3G do meu celular, ô vida.

cara delevingne

Depois de mil anos consegui passar o arquivo para o post e agora vou explicar, hoje foi nossa segunda aula de Imagem Gráfica e Visual, a professora passou exercícios para treinarmos usar o photoshop e pediu para que procurássemos imagens na internet para editar, primeiro peguei uma foto em preto e branco da Blanda Eggenschwiler (minha musa) e coloquei diferentes cores na imagem, depois disso, bem no finalzinho da aula resolvi transformar a Cara Delevingne em uma gótica rica e phina toda trabalhada na Chanel hahahaha. Bom, foi meu primeiro trabalho da faculdade espero que tenham gostado porque eu me diverti muito fazendo.

OBS: Tirei foto da tela do computador da faculdade com meu celular então a imagem está ruim mesmo.

VESTIBULAR: Design de Moda

VOGUE

Aqui estou eu de novo, tentando continuar o blog que tenho desde o primeiro colegial mas sempre acabava parando por causa da rotina escolar. 2013 foi sem duvida um dos anos mais difíceis para mim. A exatamente um ano atrás postei um texto falando sobre minhas metas para 2013, bom, consegui três das cinco que estavam na lista, as três primeiras. Ano passado foi um ano muito corrido, terminei meu tratamento de embolia pulmonar em Agosto, perdi muito do terceiro ano, tinha que fazer trabalhos de tanto que perdia provas e aulas mas agora, finalmente me formei e guess what, PASSEI NA FACULDADE, UHUL!

fashion designer

Agora sim vamos começar o post de hoje, muitas meninas tem duvidas de como é a faculdade de moda, vestibular e essas coisas, só que antes de tudo isso você tem que ver se moda é o que você realmente ama e quer se dedicar pelo resto da sua vida, não diga “sim, tenho certeza” antes de terminar de ler o post e pensar bem sobre suas escolhas pois muitas, muitas mesmo, desistem do curso por achar que era uma coisa e na verdade é outra. 

1. Você gosta realmente de moda? 

Gostar de moda e achar que é o que você quer fazer pelo resto da sua vida não é só gostar de compras roupas, assistir gossip girl, ler capricho e dar dica para as amigas, vai além disso. Na verdade, se você quer ser personal stylist é quase isso, agora se você sonha em ter uma marca assim como eu por exemplo, temos um longo caminho pela frente.

2. Faça cursos para ver se é realmente o que você quer

Falar que sou apaixonada pela moda desde pequena seria mentira mas eu sempre tive ligação, quando era pequena adorava fazer minhas roupas de barbie e ficar costurando, mas fui descobrir meu amor pela moda mesmo em 2007, assistindo Gossip Girl. Mas não fiquei só nisso, corri atrás, queria saber mais e aprender mais a cada dia, no primeiro colegial criei o blog e comecei a fazer um curso para ver se era isso mesmo que eu queria, comecei um curso de Corte & Costura na VOGUE, uma loja de tecidos da minha cidade que tem uma escola, fiquei um ano e três meses aproximadamente no curso, não tinha tempo obrigatório, você saia quando queria e eu tive que sair por causa do terceiro colegial que era período integral em vários dias da semana, eu posso dizer que foi uma das melhores coisas ter feito aquele curso, em três meses eu já estava costurando super bem, a professora começou de uma regata básica mas no quinto mês já fiz um vestido de festa, deu trabalho mas consegui, hoje em dia costuro de tudo, faço minhas próprias roupas sozinha, como sempre tive maquina de costura fica muito mais fácil. Eu ia começar a fazer um curso de estilismo em agosto de 2013 mas acabou não dando certo, queria aprimorar mais o que eu já sei de desenho, algum dia posto meus desenhos aqui para vocês, me lembro de ter postado algum já no meu instagram, se quiserem dar uma olhada: @stefanygrande (ps: acho que foi o único que postei ate hoje mas foi um dos piores que já fiz então não reparem, rs)

fashion

3. Procure mais sobre a faculdade

No primeiro colegial quando comecei o curso fiz uma excursão com a escola para um evento em São Paulo onde tinha várias faculdades, teve palestra de moda com uma professora da UNIP e um workshop do SENAC, era incrível como ninguém parava na palestra, entrava aquele monte de menina tudo bem vestida com cara de quem “ama” moda assim como falei no primeiro tópico e não parava nem cinco minutos e ainda falavam na cara da professora “nossa, que coisa chata, achei que era mais legal”, por fim a professora começou a dar a palestra só pra mim pois ninguém estava realmente afim de saber. Sai de lá decidida, queria fazer Design de Moda. No mesmo dia cheguei da excursão e já fui procurar as faculdades que tinham o curso, e desde o principio sempre soube que queria fazer em São Paulo, onde concentra as maiores oportunidades para jovens talentos na moda.

4. As faculdades e suas diferenças 

De todas que eu olhei as que mais me chamaram atenção desde o começo foi a Anhembi Morumbi (Bairro Morumbi, São Paulo) e a Santa Marcelina (Bairro Perdizes, São Paulo), as duas estão entre as melhores do Brasil, a única coisa que muda entre elas são algumas coisas na grade. Ano passado fui prestar vestibular treineiro na Anhembi Morumbi, achei o vestibular um pouquinho complicado e no final do ano prestei pra valer. O vestibular da Anhembi é feito na faculdade mesmo e você pode agendar também, já o vestibular da Santa Marcelina é feito pela PUC-SP. Fui para São Paulo no dia 30 de novembro, cheguei em sampa e fui direito para exposição “The Little Black Jacket” da Chanel que estava tendo no parque Ibirapuera, depois vou fazer um post só da exposição cheio de fotos para vocês, enfim, no dia 1 fiz o vestibular da Santa Marcelina que eu achei extremamente difícil, não estava preparada, não tinha lido nenhum livro que pediram e ainda não sabia que tinha questões abertas, foi totalmente um DESASTRE. Sai da prova arrasada, tinha certeza que eu não iria passar, e não passei mesmo, não estudei quase nada no terceiro colegial, perdi muita aula mesmo com o tratamento então meio que me conformei, ainda tinha mais dois vestibulares pela frente, o da Anhembi e o da FMU que eu não conheço muito bem mas só iria prestar por conta de ser mais barata a faculdade, bem mais barata. Dia 2 fui para a Anhembi Morumbi fazer o vestibular, achei que tinha ido super mal, eu já estava falando para os meus pais que queria um carrinho pra vender pastel na feira de tão mal que achei que tinha ido, de noite fui jantar com meus pais e meu pai me perguntou o endereço da FMU que eu iria fazer o vestibular no outro dia, entrei no meu email e me deparei com “Parabéns pela sua conquista, você passou em DESIGN DE MODA, na Anhembi Morumbi” comecei a chorar, minha mãe também começou a chorar e foi uma loucura, nem fui mais fazer o vestibular da FMU hahahaha. Depois disso, voltei pra minha cidade e no final de semana meus pais voltaram para São Paulo para procurar apartamento e fazer minha matricula na faculdade, resumindo, estou matriculada em Design de Moda em São Paulo, vocês tem noção do quanto to feliz por realizar um sonho que tenho desde a sétima serie? felicidade não esta cabendo dentro de mim. Me mudo esse mês para sampa, já arrumei um apartamento que vou dividir com mais duas meninas que eu ainda não conheço mas vou conhecer e vai dar tudo certo, é isso ai, e podem ter certeza que vou mantendo vocês informadas de tudo, principalmente quando começar a faculdade, quero compartilhar tudo com vocês.

Bom, então é isso, de todos esses três anos que venho procurando coisas a mais sobre a faculdade eu aprendi que é difícil sim, não é que nem como todo mundo fala como se moda fosse a coisa mais fácil do mundo, passar também é difícil e pior ainda é o julgamento das outras pessoas por quem quer estudar moda, mas não desiste, se é isso que você quer, corra atrás, de seu melhor, no final vai valer a pena se for a coisa certa a fazer. Independente da faculdade e do lugar que você vai estudar, você é quem faz a faculdade e o lugar, se você tem talento, pode ter certeza que um dia dar certo e se não der, a gente começa de novo.

Se tiver alguma coisa em que posso ajudar vocês é só perguntar por aqui ou entrar na pagina “contato” e no final dela tem um espaço reservado para os leitores, espero que tenham gostado e que tenha ajudado vocês.