Dúvidas e gastos: morando sozinha em São Paulo.

Desde quando me mudei para são paulo, várias pessoas me pediram para contar e detalhar um pouco de como era e quanto eu gastava mais ou menos, pois muita gente tem vontade de sair de casa e/ou mudar para fazer faculdade. Então, vou contar para vocês com todos os detalhes que minha memoria me permitir lembrar hahaha. Vou dividir em dois posts, esse vai ser sobre morar sozinha, que no meu caso, não foi tão sozinha assim. E no próximo post vou contar mais sobre a faculdade e os gastos com materiais e trabalhos.

Minha intenção desde sempre era morar sozinha, sempre fui bem na minha, até na casa dos meus pais passava mais tempo no quarto trancada do que no resto da casa, minha mãe até brincava quando saia do quarto “nossa, o morcego saiu da toca” ou seja, não sou uma pessoa muito fácil de conviver.

Mas, como nada acontece como queremos, meus pais não conseguiram uma kitnet perto da faculdade por um preço acessível e com boa localização, ou era um, ou era o outro, os dois requisitos não andam junto aqui em são paulo. Então meus pais começaram a procurar um lugar para eu morar com outras meninas, e não foi tão fácil assim, de primeira queriam R$950 para dividir um quarto com mais duas meninas, se não me engano, e ainda dormir em uma beliche, e essa possibilidade para mim estava fora de cogitação, já que tenho quase 1,80 de altura.

Logo depois meus pais acharam uma menina que queria dividir apartamento, nesse apartamento eu teria um quarto só para mim, e ele ficava bem perto da faculdade, meus pais toparam na hora, mas eu fiquei com muito medo de não me dar bem com a garota, porque só meus pais foram conhecer ela e o apartamento, eu estava em época de provas e enfim, seis meses foram o suficiente para acontecer uma briga monstra onde a menina tentou colocar minha mãe contra mim e eu contra minha mãe criando várias mentiras e incluindo até o sindico do prédio nisso. Inclusive tinha outra menina no apartamento, uma colega minha de sala, que eu levei para morar no outro quarto e ela conseguiu arrumar uma briga maior ainda e colocar minha amiga e a mãe dela contra mim e minha mãe, acho que já da pra perceber que a confusão foi BEM GRANDE.

E eu definitivamente não me sentia em casa perto dela, então quando minha mãe percebeu que eu estava certa (isso demorou seis meses) ela pediu para menina arrumar outro lugar e então eu fiquei sozinha, isso deu um prejuízo muito grande, no final do post vou colocar o valor e vocês vão entender. O prejuízo foi grande mas finalmente tive paz, queria me sentir em casa então no mesmo dia que ela saiu já fui em uma gráfica, imprimi várias coisas para colocar nas paredes e deixar o apartamento com a minha cara, como vocês podem ver na foto a cima.

Depois disso fiquei um mês morando sozinha mas estava saindo extremamente caro, porque eu estava tendo que pagar o valor do aluguel inteiro sozinha, então tive que procurar outras pessoas, foi ai que minha mãe achou uma menina na OLX (estranho, eu sei hahaha) e ela foi ver o apartamento, desde então a gente se da super bem, e depois da carol achamos outra menina, que a gente também se dava bem mas ela acabou precisando mudar. Ai por causa do valor do apartamento, e por também não querer mais confusão, chamei a carol para dividir outro apartamento comigo (mudamos e desde então estou sem internet, por isso sumi do blog).

Agora vem a pior parte, os valores. O valor do primeiro apartamento, que deu aquela confusão toda, era R$2.500 com condomínio, além das contas como internet, tv e alimentação (que cada uma comprava a sua), e o valor não era divido igualmente, pelo fato de um dos quartos ser bem menor e o outro, se colocasse valor divido igualmente ninguém alugaria, afinal, R$1.200 por um quarto é muito dinheiro, então acabei me ferrando e arcando com a maior parte do aluguel. Ou seja, se você tem intenção de mudar e dividir apartamento, não seja a responsável.

Resumindo, quando tinha três pessoas eu pagava R$1.200 e quando só ficou eu e a carol R$2.200. Não era nem uma facada no bolso, era uma serra elétrica. É claro que não dava pra continuar lá então por sorte achamos um apartamento na rua de baixo, maior só que sem portaria, por 500 reais a menos. Nesse novo apartamento são três quartos assim como o antigo, só que agora como só tem duas morando, o quarto menor estou transformando em um ateliê de costura para mim, já que é muito ruim deixar meu quarto de cabeça pra baixo toda vez que ia costurar alguma coisa, e também mal tinha espaço. Como ainda estamos sem internet não da pra saber o preço exato ao todo mas de aluguel, condomínio, água e gás fica ao todo R$2.100 e minha parte sai por R$1.500.

No próximo post vou postar o valor que gasto em alimentação,  porque também como na faculdade e vai ser mais fácil de explicar.

O post ficou bem grande mas espero ter esclarecido a duvida do preço e minha opinião sobre dividir apartamento, se tiverem alguma outra duvida podem perguntar nos comentários que vou responder todos.

Anúncios

Morando sozinha.

Toda mudança deve ser bem pensada e planejada, desde uma simples mudança de cor de cabelo até o planejamento da sua saída do “ninho”, onde viveu a vida inteira debaixo das asas dos pais. Desde a sétima série sempre soube o que iria fazer então foi bem mais fácil para mim, mas para muitas pessoas é mais difícil, acabam se decidindo no ultimo ano da escola ou as vezes no mesmo mês do vestibular. Só para avisar, isso é EXTREMAMENTE normal. Ninguém tem a obrigação de decidir o que quer pro resto da sua vida sobre pressão e se você não gostar do que escolheu, sinta-se livre para voltar atrás e começar de novo, você tem uma vida inteira pela frente.

1. Escolha seu curso e o lugar da faculdade

Você pode escolher o curso e um lugar para fazer e depois pesquisar os preços, ou fazer um orçamento geral de todos os lugares e passar para seus pais para que decidam juntos qual é o melhor para você. Como fazer isso? muito fácil. Ligue nas faculdades e pergunte valores, formas de desconto e essas coisas que podem fazer o preço da mensalidade cair, logo depois comece a pesquisar imoveis próximo a faculdade de preferencia para não ter que preocupar com gastos a mais com meios de transporte e também assim já evita o transtorno de dias de greve por exemplo quando o ônibus que você dependia simplesmente não vai rodar e você não tem como ir.

2. Morar sozinha ou dividir apartamento? 

Meu sonho era ter o meu apartamento, só meu, de mais ninguém. Mas, não vai rolar. O aluguel de um apartamento perto da minha faculdade custa no mínimo 1.800 reais, essa é uma desvantagem de fazer faculdade em um dos bairros mais caros de São Paulo. No mesmo dia que passei no vestibular já começamos a procurar imoveis e foi difícil, muito difícil mesmo. No começo estavam me pedindo 900 reais para dividir um quarto e dormir em uma beliche, só que eu com meus quase 1.80 de altura que não vão caber em uma beliche. No dia que meus pais foram fazer a matricula eles olharam o mural da faculdade que tinha vários anúncios então, essa é a dica, procure o painel de anúncios da sua faculdade. Meus pais acabaram encontrando um apartamento que já tinha uma menina morando mas ela precisava passar o nome do apartamento para outra pessoa, então meus pais resolveram assumir o risco e alugar um apartamento de três quartos.  A menina que já mora lá eu não conheço e a outra, encontramos semana passada, inclusive da mesma cidade que eu, veio na minha casa, conversamos com os pais delas e fechamos tudo. Se você for dividir apartamento talvez você não precise se preocupar com moveis, mas se você for morar sozinha pode ter certeza que vai ter que se preocupar com isso. No meu caso, vou dividir apartamento mas ele está sem moveis e quem vai ter que comprar sou eu, no caso, já comprei, e agora vem a pior parte.

3. Gastos 

Além da faculdade e possivelmente transporte você vai ter gastos com sua alimentação, contas e como estava falando ali em cima, dependendo do caso, gasto com moveis. É super empolgante a ideia de morar sozinha, até você ver o preço de uma geladeira. Agora pensa bem… mobiliar o apartamento INTEIRO. Se você não tem um pé de meia e seus pais não estão dispostos a te bancar assim sozinhos, indico que você comece seu pé de meia agora mesmo. Sacrifícios são necessários, tudo vai ser difícil no começo, você só precisa se adaptar. E ah, não sei no caso de vocês, mas meu curso, além de tudo, temos gasto com materiais, e materiais bem caros inclusive.

Espero ter ajudado vocês com esse primeiro post sobre mudança, vão vir muitos outros por ai pois sei que muitas aqui vão querer saber como é todo processo e eu estou super animada para mostrar. Essa semana vai ser bem corrida para mim, afinal, mudo para São Paulo na quinta, então se eu sumir, vocês já sabem 🙂